Informações sobre gastrite, causas, sintomas, prevenção e tratamento da gastrite, identificando problemas associados à gastrite.


Diagnóstico da gastrite

O diagnóstico de gastrite só pode ser firmado, com certeza, pela endoscopia digestiva alta, quando o médico observa a mucosa gástrica lesada. Nessa ocasião colhe, quando necessário, fragmentos (biópsias) para o exame microscópico ou para a pesquisa do Helicobacter pylori, utilizando o teste da urease, realizado na própria sala de exame. Se o paciente for portador dessa bactéria, o médico assistente decidirá sobre a erradicação ou não da infecção, com base no quadro clínico e avaliação individualizada do paciente.
No caso de gastrite aguda, o médico, baseia-se na história clínica, tornando-se em geral desnecessário efetuar exames.
Em casos de suspeita de complicações, como a hemorragia, a endoscopia digestiva alta é o exame indicado. A endoscopia é um exame que permite enxergar diretamente a mucosa, mostrando alterações sugestivas de algum tipo de gastrite.
Entretanto, 40% dos casos de gastrite crônica nada mostram.
Por isso, considera-se que o diagnóstico das gastrites crônicas é, fundamentalmente, histológico, ou seja, pelo exame microscópico de fragmentos da mucosa colhidos por pinça de biópsia que passa através do próprio endoscópio.
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL